Buscar
  • Policiais Antifascismo RN

Mulheres na Polícia Militar do RN: 30 anos de história

O Movimento Policiais Antifascismo parabeniza as policiais femininas do RN



Há 30 anos, a Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte passou a contar com a força feminina na luta diária pela preservação da ordem pública.


As pioneiras romperam barreiras e ingressaram na Corporação em 11 de Setembro de 1990.


Veja vídeo que marca a data:


"Durante esses 30 anos, tivemos muitas conquistas e desafios, mas ainda temos muito pela frente", disse Coronel Margarida Brandão, coordenadora de Segurança Institucional do Gabinete Civil.

Segundo Cel. Margarida, o preconceito velado ainda se mantém vivo e a discriminação ainda existe.


"Não podemos permitir que as policiais passem por esse tipo de situação. Por isso, essas policiais que estão indo para a reserva serão colaboradoras e estarão lado a lado dando acolhimento, apoio necessário e encaminhamentos para aquela policiais que ficarão", diz.

Cel. Margarida reforça ainda que a grande maioria das mulheres policiais não denuncia casos de abusos e preconceitos, com medo.


"Fica o alerta. Estamos de olho e vamos tomar conta do que é nosso. Tem espaço para todos. O respeito, acima de tudo, deve ser prezado", pontou.


"Agradeço a todas as pioneiras pela força, pela determinação, pois não foi fácil. Com certeza, ainda temos muito a avançar e conquistar. Lugar de mulher é onde ela quiser", concluiu.

Nós, do Movimento Policiais Antifascismo, parabenizamos as policiais femininas do Estado do Rio Grande do Norte!


Aqui, saudamos Margarida Brandão Fernandes em nome de todas as mulheres policiais.


Crédito do Vídeo e da Foto: Sargento Nazário


#PoliciaisAntifascismo #DiadaPMFeminina #MulheresPoliciais

28 visualizações
QUER RECEBER NOSSO
BOLETIM INFORMATIVO?
  • Siga-nos no Facebook
  • Siga-nos no Instagram
  • Siga-nos no Youtube
  • Siga-nos no Twitter

© 2020. Movimento Policiais Antifascismo RN. Todos os Direitos Reservados. Permitida a divulgação dos conteúdos, desde que mencionada a fonte e fazendo uso ético das informações.

  • Siga-nos no Facebook
  • Siga-nos no Instagram
  • Siga-nos no Youtube
  • Siga-nos no Twitter