Buscar
  • Policiais Antifascismo RN

"Mega Carreata" pela Morte cometeu diversos CRIMES em Natal-RN

Atualizado: Abr 27

A Carreata de 19 de Abril de 2020 aconteceu em várias cidades do Brasil, sem as devidas preocupações em relação à Pandemia do Coronavírus



A Carreata de 19 de Abril de 2020 aconteceu em várias cidades do Brasil, sem as devidas preocupações em relação à Pandemia do Coronavírus, como a Brigada COVID-19 previa! Em Natal-RN, uma fileira de carros e pessoas que saíram da Praça da Árvore pediam a reabertura do comércio. Vídeos e fotos flagraram aglomeração de pessoas, muitas sem máscaras de proteção, inclusive idosos, principal grupo de risco da Covid-19, nas ruas, com bandeiras do Brasil e camisetas verde e amarela, algumas com o rosto do presidente Jair Bolsonaro.


Os manifestantes também reivindicavam o fechamento do Congresso Nacional, buzinaram contra o Supremo Tribunal Federal, pediam intervenção militar e o retorno do Ato Institucional número 5, o AI-5, que cerceou direitos e aumentou a repressão no período da ditadura militar brasileira.

O vídeo abaixo é resultado de uma reunião de provas recebidas pela BRIGADA COVID-19, que alertou sobre a possibilidade de crimes durante a Carreata.



ATAQUES AO MOVIMENTO


O primeiro vídeo, lançado antes da Carreata acontecer e que visava alertar a população sobre a possibilidade de crimes, não foi bem recebido por pessoas que defendem o fim do isolamento social e as manifestações públicas durante a pandemia. Veja abaixo:



Após essa primeira denúncia sobre a "Mega Carreata", em que um dos membros do Movimento Policiais Antifascismo, Pedro Paulo Chê, falando em nome da BRIGADA COVID-19, alertou sobre a possibilidade de crimes previstos em lei, o Movimento Policiais Antifascismo RN passou a ser atacado por alguns blogs e seus leitores.


Mas, o primeiro grande ataque veio justamente de um Promotor do Ministério Público do Rio Grande do Norte, Wendel Beethoven, que fez uso de seu cargo para atacar Pedro Chê, acusando-o caluniosamente de abuso de autoridade, alegando que ele estaria ameaçando manifestantes da carreata bolsonarista. Deturpando a mensagem do vídeo, o promotor inferiu que Pedro iria aplicar a lei e efetuar prisões em flagrante, caso visse a prática de crimes (que realmente aconteceram), requereu que a arma e o distintivo do policial fossem retirados, expondo-o a perigo. Wendel Beethoven buscou desmoralizá-lo através de um processo administrativo disciplinar descabido, causando riscos a manutenção de seu cargo e sua sobrevivência, bem como rotulou o Movimento Policiais Antifascismo de milícia, propagando ser uma organização criminosa, como se os policiais antifascismo fossem bandidos, e não aqueles que, verdadeiramente, se organizam em milícias, inclusive nas redes sociais, com a difusão de ódio, perseguição e mentiras. Após esse fato, o mesmo promotor decidiu entrar com Habeas Corpus contra o novo Decreto Estadual da Governadora Fátima Bezerra que proibia, inclusive, carreatas. No mesmo dia, o Procurador Geral, representante máximo do Ministério Publico Estadual, Eudo Rodrigues Leite, apontou ao vivo pela TV que o Promotor Wendel Beethoven utilizou de suas funções para questões pessoais e não poderia ter impetrado o HC, portanto o desautorizando. A verdade sobre quem comete abuso de autoridade está sendo restabelecida.



ENTENDA O CASO


A Brigada Antifascismo COVID-19 surgiu no Brasil em meio à Pandemia do Novo Coronavírus, em Abril de 2020, e visa combater a ignorância e o fascismo, que ganharam mais força a partir das eleições de 2018, que elegeram Jair Bolsonaro, único presidente no mundo a fomentar manifestações em prol da Economia e contra o Distanciamento Social. A Brigada Antifascismo é um movimento autônomo, independente e espontâneo, anticapitalista, antifascista, antiproibicionista, antiopressão! A luta contra desigualdades sociais, o racismo, o machismo, a lgbtfobia ou qualquer outra opressão também são pautas da Brigada. Após as denúncias, a Brigada e o Movimento Policiais Antifascismo RN passaram a ser alvos de grupos extremistas, que estão espalhando Fake News. Uma das mentiras que vêm sendo compartilhadas é a de que o Movimento é uma MILÍCIA, justamente o que combatemos ideologicamente. Somos a favor da DEMOCRACIA, da LEGALIDADE e da CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988. Vale ressaltar que a maioria dos membros do Movimento Policiais Antifascismo trabalha em atividade operacional, diferentemente daqueles que nos acusam! Conheça o Movimento Policiais Antifascismo! Siga-nos nas redes sociais: https://www.instagram.com/policiaisantifascismorn/ https://www.facebook.com/policiaisantifascismorn/ https://www.youtube.com/channel/UCbgFB8nasbuNwi-1KNE4DnA


197 visualizações
QUER RECEBER NOSSO
BOLETIM INFORMATIVO?
  • Siga-nos no Facebook
  • Siga-nos no Instagram
  • Siga-nos no Youtube
  • Siga-nos no Twitter

© 2020. Movimento Policiais Antifascismo RN. Todos os Direitos Reservados. Permitida a divulgação dos conteúdos, desde que mencionada a fonte e fazendo uso ético das informações.

  • Siga-nos no Facebook
  • Siga-nos no Instagram
  • Siga-nos no Youtube
  • Siga-nos no Twitter